Restaurantes se dobram para entrar na onda dos orgânicos

Cardápios acolhem produtos frescos, mas enfrentam inconstância da produção independente

Na semana passada, um deles começava com um drinque à base de cachaça orgânica, mariscos selvagens e peixe de pesca ética, passava por um lagostim coberto por lardo (gordura das costas de porco alimentado com castanhas) e purê de mandioca de origem controlada. Passava também por um nhoque com urtiga e um sorbet roxo, graças à boa fase das beterrabas.

Pier Paolo Picchi, que assina essas criações, cresceu perto de Cotia com um avô italiano que tinha um pomar, uma horta e um galinheiro. “Eu ajudava a colher”, conta. À frente da casa que ostenta uma estrela Michelin, afirma que só aceita em sua cozinha o que de melhor for produzido.

Picchi

Fonte: view-source:https://www1.folha.uol.com.br/comida/2018/08/restaurantes-se-dobram-para-entrar-na-onda-dos-organicos.shtml?fbclid=IwAR1hUJiOWuNc4m489AW1Hyv6uSlRqt6LczSR12hSTg_mVdkOge5wzlqR1lQ

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *